A importância do cenário agrícola para a disponibilização de água para área urbana é tema de uma live que será promovida pela Emater- MG, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), na próxima quinta-feira (25/3). O evento virtual será transmitido pelo canal do YouTube da empresa, a partir das 19 horas, e faz parte da comemoração pelo Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março. O endereço é www.youtube.com/ematerminas.

Serão debatidas ações para melhoria da infiltração de água no solo, de conservação de matas ciliares, de saneamento, de proteção de nascentes e recuperação de pastagens, entre outras práticas de preservação ambiental. O evento on-line servirá para discutir o que pode ser implantado nas propriedades para beneficiar os recursos hídricos e as atividades desenvolvidas pelos produtores rurais de maneira sustentável, refletindo também na oferta de água no meio urbano.

Participam do debate os coordenadores da Emater-MG Jane Terezinha da Costa Pereira Leal, Márcio Stoduto de Mello e Júlio Merlim, além da bióloga e coordenadora da Associação Cerrado Vivo para Conservação da Biodiversidade, Letícia Pereira Silva, e do presidente da Associação Amigos do Meio Ambiente, José Hermano Oliveira Franco.

Jane Terezinha afirma que é importante disponibilizar técnicas aos produtores para que eles desenvolvam trabalhos que tratem da questão do saneamento no meio rural. “As tecnologias têm que ser acessíveis aos agricultores para que consigam acessar essa infraestrutura, com o objetivo de melhorar a qualidade da água na sua propriedade e logicamente em todos os aspectos ambientais”, pontua.

Entre essas técnicas estão as esterqueiras e as fossas Tevap (tanque de evapotranspiração). A esterqueira é uma tecnologia de tratamento dos dejetos bovinos. Consiste na construção de um tanque onde serão depositados os materiais retirados da limpeza das salas de ordenha, curral e dos estábulos. Os dejetos passam por um processo de fermentação e, posteriormente, utilizados como biofertilizante.

A fossa Tevap, de acordo com Jane, consiste em um modelo de fossa ecológica utilizado há aproximadamente 30 anos. Ela explica que é uma opção barata, pois utiliza material reciclado, de fácil implantação e ainda harmoniza a propriedade com o jardim que é plantado acima da fossa. Segundo a coordenadora técnica da Emater-MG, esse é um dos motivos da fossa Tevap ser uma das alternativas preferidas pelos agricultores.

De acordo com Júlio Merlim, o uso de fossas Tevap, da esterqueira, de biofertilizantes e fertirrigação são práticas que auxiliam o saneamento básico no meio rural e contribuem para melhorar todo o meio ambiente.

O técnico relata que nos últimos cinco anos tem observado um aumento no número de produtores que desejam utilizar algum desses recursos nas propriedades, e isso se deve à preocupação com a qualidade da água e com a preservação ambiental.

Serviço
Live: A importância do cenário agrícola para a disponibilização de água para área urbana
Data: 25 de março (quinta-feira)
Endereço: www.youtube.com/ematerminas
Horário: 19h

Gisele Flor - Ascom/Emater-MG

Foto: Divulgação/Emater-MG

 

Siga a Secretaria de Agricultura nas redes sociais: Instagram - Youtube - Twitter - Facebook

Acompanhe as notícias do Estado pela Agência Minas