Você sabia que existem tipos de soja produzidos, especialmente, para a alimentação humana? Uma parceria iniciada na década de 1980, entre a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), a Embrapa e a Fundação Triângulo, para o desenvolvimento de cultivares de soja para o Cerrado mineiro, resultou também em variedades que possuem um sabor mais suave, textura diferenciada e versatilidade para o preparo de pratos nutritivos e saborosos.

Os benefícios nutricionais e as possibilidades de inserção das sojas de casca amarela (BRSMG 790A), marrom (BRSMG 800A) e preta (BRSMG 715A) na alimentação humana são o tema da semana na série Agrotecnologia no dia a dia, disponível no Canal Oficial da Epamig no Youtube. No vídeo, a coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Grãos da Epamig, Ana Cristina Juhász, fala sobre a produção de soja no Brasil e lista as características e possibilidades de preparo dos grãos, conhecidos como “Soja de Minas”.

A soja é rica em proteínas, com concentração de cerca de 40%, o que equivale a quase o dobro do teor encontrado no feijão. Também é fonte de lipídeos, vitaminas e minerais como cálcio, ferro e fósforo. Além disso, é versátil podendo ser usada no preparo de salgados, doces, tira-gostos e na combinação com outros alimentos. Consulte AQUI algumas sugestões culinárias. No momento, a Epamig, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), busca maneiras de popularizar essas variedades, possibilitando a expansão da produção e da comercialização.

A série “AgroTecnologia no dia a dia” é uma ação comemorativa aos 46 anos da Epamig. A cada sexta-feira são publicados conteúdos que chamam a atenção para a presença das tecnologias geradas pela pesquisa agropecuária no cotidiano na população. Além deste, cinco temas já foram abordados: geleia de vinagreira (planta alimentícia não convencional), armazenamento de queijos, uso de azeites na culinária, preparo de cafés e frutas cítricas.

Ascom/Epamig

Foto: Bruno Menezes/Epamig