A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) leva o laboratório para mais perto das salas de aulas de escolas mineiras. O projeto “Epamig nas Escolas: Ciência Itinerante” proporciona aos alunos a oportunidade de assistir palestras interativas e interagir com microscópios, lupas, placas e lâminas com insetos e microrganismos.

De acordo com a pesquisadora da Epamig, Wânia Neves, o objetivo do projeto é popularizar a ciência e conscientizar as crianças a respeito da preservação do meio ambiente. Wânia afirma que a agenda de 2020 está aberta e que o projeto não se limita apenas a escolas da rede pública.

“Nas visitas às escolas levamos uma maquete como forma de ilustrar uma propriedade rural de pequeno porte e as práticas agroecológicas utilizadas na agricultura sustentável. Por meio de figuras, abordamos a importância de preservar os insetos e os organismos agentes de controle biológico de pragas e doenças” ressalta Wânia.

A primeira ação do Epamig nas Escolas ocorreu em outubro do ano passado na Escola Municipal Professor Paulo Mário Del Giudice, em Viçosa (MG). A atividade é parte de um projeto mais amplo denominado “Bioeconomia na Agricultura Familiar”, que busca promover o desenvolvimento rural, a produção agrícola sustentável, a segurança alimentar, a popularização da ciência e a melhoria da qualidade de vida da população.

Próximas ações 

A ciência itinerante da Epamig estará presente terça-feira (11), às 8h20, na Escola Família Agrícola Puris, em Araponga (MG). No dia 4 de março, o projeto estará na Associação de Proteção e Amparo Social (APAS) de Viçosa (MG). Informações sobre o projeto são obtidas pelo número (31) 3891-2646.

“Epamig nas Escolas: Ciência Itinerante” conta com o apoio do Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A Epamig é uma empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa).

Bruno Menezes - Ascom/Epamig

Foto: Divulgação/Epamig